HISTÓRIA

A Odontologia Villatore, em 2019, completa 50 anos de atuação profissional. O que muitos pacientes, colegas e amigos não sabem é que esta história começou muito antes de 1969…

Laboratorio de Protese Dentaria Villatore. 1951.

Retrato de AROLDO Villatore.
Desenhista não identificado na imagem.

AROLDO VILLATORE

”Lôlo” – filho de imigrantes italianos, mais velho de 11 irmãos, protético e empreendedor (1920–1989).

Aroldo Villatore, filho de imigrantes italianos, primogênito de 11 irmãos (!!!), assumiu a figura de irmão mais velho. Isso incluía, entre outras coisas, apaziguar os conflitos dos mais novos e dar o exemplo de caminho a ser seguido. Seu pai, Pedro, tinha enorme talento para a marcenaria e trabalhos artesanais. Ferramentas e esculturas sempre fizeram parte da infância de Aroldo. Conheceu o ofício de Protético Dentário, trabalhando com o dentista Dr. Fabio Albuquerque da Gama, na Rua Emiliano Perneta. Ficou encantado e vislumbrou a possibilidade de se profissionalizar como protético e ampliar a atividade. Foi de fato um empreendedor na família. Começou seu laboratório de prótese com uma pequena clientela, na Rua Carlos de Carvalho e, com o tempo, foi ensinando o ofício aos irmãos e cunhados para que a família prosperasse. O laboratório chegou a uma equipe de 8 pessoas.


Foi ativista pelos direitos da classe profissional dos protéticos, tendo papel essencial no desenvolvimento e fortalecimento da Apropar (Associação dos Protéticos Dentários do Paraná, fundada apenas em 1972).
Na época, um dos principais materiais utilizados para restaurações era o ouro, portanto muito do trabalho envolvia fundição deste material. Foi considerado o protetico que melhor trabalhava com fundição de ouro no Brasil.
Até hoje, no acervo da família existe um cartaz escrito por Aroldo com os dizeres:

A emblemática placa denota além da personalidade forte, a determinação em valorizar o trabalho dos protéticos junto aos profissionais da Odontologia, que estava começando no Brasil. Aroldo dizia que preferia ter menos clientes, porém que todos além de valorizar seu trabalho, também respeitassem de boa fé seus acordos financeiros.

Ajudou sempre que possível, além de irmãos e parentes, muitas outras pessoas que precisavam de atendimentos odontológicos e não tinham condições. Era dedicado e perfeccionista, elevando os parâmetros de qualidade de entrega de serviços protéticos, sendo exemplo e influenciando toda uma geração.

Recebendo em mãos a documentação do imóvel novo do Laboratório Villatore.

PEDRO VITOR VILLATORRE

“Vitinho” – O mais novo dos 11 irmãos (!!!), o tio–irmão, o protético, o artesão e guardião do acervo da família.
Nascido em 1944
.

Vito, Vitinho, Tio Vitor, tem a mesma idade de Carlos, sendo apenas alguns meses mais novo. Apesar de ser tio, foi criado quase como um irmão. Cresceram brincando juntos. Pedro Vitor, que leva o primeiro nome do pai, por ironia do destino e descuido do cartório, o caçula é o único dos 11 irmãos, que tem a grafia do sobrenome diferente: VillatoRRE. Com dois R!

Excêntrico, como todo irmão caçula. Mas família muito grande não tem vida fácil. Começou a trabalhar aos 14 anos de idade. E não parou mais. Autodidata e hiperativo, não consegue ficar parado e sem se fazer útil. Foi trabalhar no laboratório com Carlos em 1991, após o falecimento de Aroldo.
Não à toa, é quem zela pela preservação e manutenção do acervo protético e de documentação da família Villatore.

Coração de artista, escultor, desenhista, pescador e exímio contador de anedotas. Com ele não tem tempo ruim. Faz todo mundo sorrir, seja com um chiste infame, uma história fabulosa, um carinho ou com alguma guloseima surpresa no final de um dia difícil. Sempre de bom humor e disposto a ajudar, é criativo e sempre nos surpreende com alguma habilidade técnica inesperada de restauro. Todos acreditam que o segredo da saúde, do bom humor e das panturrilhas fit, vem das longas caminhadas. É a alma do consultório e faz todo mundo feliz com sua presença. Isso quando não está pescando, lendo, estudando inglês, cuidando de seus vários gatos, comendo frutas ou fazendo companhia para a Gordinha, sua amada esposa Gessy.
Mais recentemente ajudou a construir o Mini –Museu da Odontologia Villatore, pelo qual é responsável, juntamente com a sobrinha–neta, Sabine, com quem desenvolve projetos de próteses dentárias artísticas para Teatro e Cinema.

“O TEMPO FICA, E NÓS PASSAMOS”


PEDRO VITOR VILLATORRE, QUE ALÉM DE TUDO, TAMBÉM É POETA.
Vitinho fazendo uma ligação a cobrar para o ano de 2019 para dizer essa frase.


DR. CASSIUS CARVALHO TORRES PEREIRA

O filho prodígio, o legado acadêmico e o foco na pesquisa e na saúde bucal pública. Nascido em 1973.

Dr. Carlos também foi o último dos três irmãos a se casar. Com seus 40 anos, ganhou de presente da esposa um filho já com 7 anos de idade, com quem desenvolveu afinidade imediata. Adotaram–se mutuamente. Mesmo mantendo excelente relação e contato com o pai, Gerson, Cassius cresceu tendo Carlos como seu segundo pai, morando junto com ele e a mãe Analzira até idade adulta. Desde cedo, os três atleticanos faziam companhia um ao outro indo juntos aos jogos do Atlético Paranaense: Cassius, Gerson e Carlos. Uma família mais do que especial.

Cassius e seus dois pais.

Porém, o convívio com Carlos influenciou fortemente a escolha profissional de Cassius, que formou–se Bacharel em Odontologia também na UFPR.
Dr. Cassius clinicou durante 10 anos na Odontologia Villatore. Neste período, também promoveu diversos estudos administrativos. Entre eles, um estudo financeiro, demonstrando a necessidade de voltar a terceirizar os grandes trabalhos de laboratório, afinal, a complexidade de se gerenciar um consultório e um laboratório simultaneamente era muito grande. Assim, o laboratório que havia chegado a ter 10 protéticos trabalhando, ficou apenas com os membros da família e com as atividades práticas mais rotineiras.
Dr. Cassius, em muitos momentos dessa jornada chegou a dizer que se arrependeu de ter cursado Odontologia e que gostaria de ter feito Jornalismo ou algo do gênero. Estava nítido que a rotina de consultório não o fazia mais feliz. Acabou se envolvendo com a área mais ”jornalística” da odonto. A pesquisa, os artigos acadêmicos publicados em periódicos internacionais, o envolvimento com a Academia e suas habilidades como Comunicador, fizeram com que seu grande destaque e identificação profissional ocorressem junto ao âmbito acadêmico.
Tendo sempre participado de grêmios estudantis, centros acadêmicos, tendo sido Orador de turma em sua formatura e tendo ganho até um prêmio como Ator Revelação (pasmem!), toda essa trajetória não seria em vão. Dr. Cassius, Cirurgião–Dentista, Periodontista pela USP, recebeu uma bolsa para fazer seu Doutorado em Estomatologia na PUC do Rio Grande do Sul. Estas áreas lhe abriram muitas portas e honrarias. Atual Professor associado da Universidade Federal do Paraná no programa de pós-graduação e no curso de graduação em Odontologia. Tem grande atuação nas áreas de Estomatologia e Saúde Coletiva e realiza atividades de pesquisa com ênfase em câncer bucal, odontologia hospitalar (TMO) e telessaúde. Presidente da Sociedade Brasileira de Estomatologia e Patologia Oral e Maxilofacial (2014-2016). Atual Coordenador da área profissional de Odontologia do Programa de Residência Multiprofissional Integrada em Atenção Hospitalar (PRIMAH), eixo de concentração em Onco-Hematologia do Complexo Hospital de Clínicas da UFPR. Enche a família de orgulho e inspira alunos de várias gerações, tendo sido professor homenageado por diversas vezes.

Não perca a oportunidade de conferir este Lattes ostentação: Cassius Carvalho Torres-Pereira Currículo Lattes

SABINE CARVALHO VILLATORE

A filha artista temporona que caiu de paraquedas no negócio legado histórico e artístico. Nascida em 1987.

Sabine nasceu quando Cassius já reinava absoluto há mais de 13 anos. Conheceu seu avô Aroldo brevemente. Ele faleceu antes que ela completasse 2 anos. Sua avó, Aracy, passou a vida reforçando o quanto o avô tinha carinho pela netinha. Já haviam muitos dentistas na família, então nunca foi pressionada a seguir a carreira.

Vo Aroldo e Sabine, comemorando aniversario

Sob o signo de Aquário com ascendente em Aquário, Sabine nasceu em pleno carnaval com o vírus das Artes em suas veias. ”Incurável! ” dizem as boas e as más línguas. Artista Multidisciplinar, formou-se em Administração de Empresas e em Artes Cênicas. Tornando-se atriz quase famosa, produtora cultural por desespero e responsável pelos negócios da família por ocasião existencial. Sabine se acha bem engraçada.

Sabine aos 8 anos de idade, madrinha de formatura de seu irmão Cassius.

Um belo dia, na entressafra dos trabalhos artísticos, em 2015, pediu a seu pai para fazer uma avaliação das políticas de gestão da Odontologia Villatore. Queria aproveitar os conhecimentos que obteve trabalhando em outras empresas, também para os negócios da família. Dr. Carlos, profissional liberal autônomo centralizador, reinando absoluto há mais de 40 anos, e que nunca gostou de que lhe dissessem onde colocar um mero clipe de papel, não simpatizou com sua proposta.
Passou um mês persuadindo e conseguiu um alvará de presença uma vez por semana no consultório.  À medida que a rapariga apresentou relatórios e resultados concretos, foi ampliando sua presença para diária, conquistando a graça do pai. Atualmente, Sabine é responsável pela Administração do negócio, bem como pelas atividades de Comunicação e RH.

1o.Grupo de Gestao em Odontologia – Neodent Business /Altera Marketing em Saude

Durante esta jornada, conheceu muito mais sobre suas origens e sua família, da qual sente muito orgulho. Também se apaixonou pela Odontologia e pela Gestão de Consultórios, na qual vêm se especializando com cursos como Neodent Business, Altera Consultoria – Marketing em Saúde; ABO, Ident, entre outros.

Junto a seu tio Vitor, promoveu a tão esperada liberação da unidade 806, restaurando itens de acervo e transformando a rotineira sala de espera em um verdadeiro Mini-Museu da Prótese.
Juntos, também pesquisam e criam próteses dentárias artísticas.

Prótese de coelho para a empresa Lillac Maquiagem Artística.

Sabine jamais deixará de trabalhar como artista e, no momento se dedica a escrever a história das Mulheres de sua família.

Meme famoso girl power de pin ups anos 50. Tem no Google.
%d blogueiros gostam disto: